martes, 7 de octubre de 2008

A Justiça de Xangô LEYENDA

Certa vez, viu-se Xangô acompanhado de seus exércitos frente
a frente com um inimigo que tinha ordens de seus superiores de
não fazer prisioneiros, as ordens era aniquilar o exército de
Xangô, e assim foi feito, aqueles que caiam prisioneiros eram
barbaramente aniquilados, destroçados, mutilados e seus
pedaços jogados ao pé da montanha onde Xangô estava. Isso
provocou a ira de Xangô que num movimento rápido, bate com o
seu machado na pedra provocando faíscas que mais pareciam
raios. E quanto mais batia mais os raios ganhavam forças e
mais inimigos com eles abatia. Tantos foram os raios que todos
os inimigos foram vencidos. Pela força do seu machado, mais
uma vez Xangô saíra vencedor. Aos prisioneiros, os ministros de
Xangô pediam os mesmo tratamento dado aos seus guerreiros,
mutilação, atrocidades, destruição total. Com isso não
concordou com Xangô.
- Não! O meu ódio não pode ultrapassar os limites da justiça,
eram guerreiros cumprindo ordens, seus líderes é quem devem
pagar!
E levantando novamente seu machado em direção ao céu,
gerou uma série de raios, dirigindo-os todos, contra os líderes,
destruindo-os completamente e em seguida libertou a todos os
prisioneiros que fascinados pela maneira de agir de Xangô,
passaram a segui-lo e fazer parte de seus exércitos.